renova
edição-2014

Edição 2014

A 1ª edição do “Super Off – Oficina, Filmes e Festival Internacional de Cinema Super 8”, foi realizada no CineClube Latino-Americano em São Paulo e é uma produção do Coletivo Mundo em Foco com o apoio do Programa Vai e da Secretaria Municipal de Cultura. O Super Off, tem o apoio cultural da Festival de Cinema Super 8 de Campinas, do Curta 8 – Festival Internacional de Cinema Super 8 de Curitiba, do Entretodos – Festival Internacional de Cinema de Direitos Humanos e da Etec Jornalista Roberto Marinho. Com essas parcerias, nasceu, como mais um projeto de exibição, divulgação de produções recentes e resgate da memória da produção cinematográfica produzida na bitola Super-8 no Brasil e no Mundo, o Super Off.
 

Cartaz do 1º Super OFF

 
OFICINA
 
Realizamos a 1ª Oficina Super Off de Super 8, no formato Tomada Única na sede do Coletivo Mundo em Foco, em que 25 selecionados passaram por uma oficina de dois dias (11 e 12 de outubro de 2014), onde aprenderam um pouco sobre o formato Super 8 e formulação de roteiros. Os participantes então foram organizados em 5 grupos e, com uma câmera e um cartucho por grupo, tiveram duas semanas para filmar um curta-metragem em formato Tomada Única.
 

 
Realizamos também, em parceria com a Uirapuru Produtora e a Transat (França), uma Oficina de Montagem e Animação em Cinema Super 8 sob orientação de Romain Quartier. O filme realizado coletivamente na oficina foi projetado durante o festival.
 

 
FILMES
 
Cartuchos em mãos, os filmes que foram realizados pelos participantes das oficinas de Tomada Única e da categoria Tomada Única Independente foram revelados no Arco-Íris, laboratório de revelação Super 8 autorizada da Kodak em Buenos Aires.
 

 
Filmes Tomada Única Independente:
 
Bloody Mary Una Chica Band – clipe (sonorização ao vivo) – Felipe Neves (São Paulo – SP);
 
Amor em PB – documentário/experimental (sonorização ao vivo) – Renato Coelho (São Paulo – SP);
 
Zumbis! – ficção – (CD) – Thales Figueiredo (São Paulo – SP);
 
Rocha – documentário (CD/Sonorização ao Vivo) – Alex Ribeiro (Florianópolis – SC);
 
Bucetralhada – experimental (CD) – Adriana Serafim (São Paulo – SP);
 
Filmes Tomada Única Oficina:
 
“Nada Mais Importa”, Grupo 1: Lufe Bolini, Augusto Amaral, Rafael Avancini, Luiz Guilherme Silva, Gabriela Pinheiro e Mariana Ycrag.
 
“Em Contraste”, Grupo 2: Marcelo Favoratti e Carlos Romeo;
 
“No aperto, da pressa, do passo do zé”, Grupo 3: Agnelo Bento, Bárbara Malassen, Giuliano Conti e Marcos Júnior (São Paulo);
 
“Entrilhaçados”, Grupo 4: André Augusto, Carlos Franco, Luanna Varela, Rebeca Domiciano, Vinicius Furukawa, Rocha Wesley;
 
“Melancia”, Grupo 5 da Oficina Tomada Única: Alessandra Maestro, Felipe Neves, Luiz Guilherme Moura, Patrícia Regina Kholer e Vinicius Furukawa (São Paulo);
 
 
Tivemos também a Participação de Filmes Super 8 finalizados em Digital, onde selecionamos 29 filmes variando entre nacionais e internacionais:
 
Nacionais:
 
BERENICE, de Fernando Figueiredo
Bicitlan Nahua, de Terence Keller
BOMBA!, de Lara Lima, Marcelo Lima e Renato Coelho
Flores em Vida, de Rodrigo T. Marques e Eduardo Consonni
In Memoriam Afeto, de João Miguel Gonçalves Santana
JF, de Renato Coelho
Monocelular, de Felipe Cataldo
Música da Luz #1, de Renato Coelho
O sangue é um fluido muito especial, de Francisco Gusso & Lígia Teixeira
O Spleen de São Paulo, de Priscyla Bettim
PB, de Renato Coelho
Rua Julieta Palhares, 295, de Renato Coelho
Supermemórias, de Danilo Melo de Carvalho
Time Gap, de Cláudia Cárdenas & Rafael Schlichting
 
Internacionais:
 
BAJO, de Ernesto Gustavo BACA (Argentina)
Bauer-mil dias mil noches, de Emiliano Cativa (Argentina)
Bienvenido al lenguaje, de Jeff Zorrilla (EUA)
Champaquí, de Paulo Pécora (Argentina)
Encounter #001, de Paulo Abreu (Portugal)
Farbenkampf, de Stefan Möckel (Alemanha)
Hin und Her, de Stefan Möckel (Alemanha)
Innombrable, de Jeff Zorrilla (EUA)
La Nube, de Paulo Pécora (Argentina)
Las Dríades, de Juan Manuel Tancredi (Argentina)
Mandhiokas, de Jeff Zorrilla (EUA)
Não são favas, são feijocas, de Tânia Dinis (Portugal)
Saturnal, de Juan Manuel Tancredi (Argentina)
Transposiciones, de Jeff Zorrilla (EUA)
Yoi, Yoi, Yoi, de Ming-Yu Lee (Taiwan)
 
Tomada Unica é um formato sempre com muito destaque entre os festivais de super 8 no mundo inteiro, onde os filmes são realizados em um único cartucho, sendo editado direto no gatilho da câmera e os realizadores podem apenas assistir o filme na hora da exibição, podendo ou não sonorizar ao vivo. Para o nosso festival, criamos uma nova categoria “Tomada Única Não-Inéditos”, onde os realizadores de outros festivais com Tomada Única tem a oportunidade de exibir novamente seu filme, podendo ainda participar da mostra competitiva.
 
Filmes Tomada Única Não-Inéditos:
 
A Infância de Margot , de Bruno Costa
As estátuas também morrem, de Rafael Schlichting
Cru, de Fábio Allon
Equinofobia, de Bruno Surian Ramos
Filhos da Puta, de Gil Baroni
Iaia et Leni, de Eugenia Castello
Latitude e Longitude, de Maria Antonia Mion
Livro de Haikais, de Priscyla Bettim
O Barbeiro, de Rodrigo Freitas
O cinema segundo Luiz Rô, de Renato Coelho
Paolo Gregori: Tudo sobre cinema, de Renato Coelho
Super-Diálogo, do Coletivo Filé de Peixe
Thriller, de Francisco Gusso
Visão 2013 para Roberto Piva, de Priscyla Bettim
 
 
FESTIVAL
 
O 1º Super OFF – Oficina, Filmes e Festival Internacional de Cinema Super 8 foi realizado no Cine Clube Latino-Americano, nos dias 21, 22 e 23 de novembro de 2014. Idealizado pelo Mundo em Foco, o festival contou com mais de 500 espectadores, sendo apresentado pela Anelise Rodrigues.
 

 
No primeiro dia de realização, as tensões foram muitas. Desde a sonorização até minutos antes das exibições, podia-se sentir o nervosismo da galera que esperava ansiosamente pelas exibições inéditas dos filmes, tendo ótimas surpresas e contando como sonorizações ao vivo, tendo como destaque “No aperto, da pressa, do passo do zé” que, no improviso, surpreenderam o público com música e intervenção na platéia.
 

 
 
E os prêmios foram para: / And the awards went to: / Y los premios fueron para:

Super Filme – Internacional

“Não São Favas, São Feijocas”, de Tânia Dinis (Portugal)

Super Prêmio de Concepção Artística

“BAJO”, de Ernesto Gustavo BACA (Argentina)

Super Prêmio Técnico

“Bauer-mil dias mil noches”, de Emiliano Cativa (Argentina)

Super Filme – Tomada Única (não-inédito)

“O Cinema segundo Luiz Rô”, de Renato Coelho (São Paulo, SP)

Super Menção Honrosa

“Iaia et Leni”, de Eugenia Castello (Curitiba, PR)

Super Prêmio Surpresa – Critério: Melhor Filme sem Foco

“Melancia”, Grupo 5 da Oficina Tomada Única: Alessandra Maestro, Felipe Neves, Luiz Guilherme Moura, Patrícia Regina Kholer e Vinicius Furukawa (São Paulo)

Super Trilha Sonora (Trilha em CD ou Sonorização ao Vivo)

“No aperto, da pressa, do passo do zé”, Grupo 3 da Oficina Tomada Única: Agnelo Bento, Bárbara Malassen, Giuliano Conti e Marcos Júnior (São Paulo)

Super Filme – Super Off (Melhor Filme pelo Júri)

“Latitude e Longitude”, de Maria Antonia Mion (Curitiba, PR)

Super Filme – Tomada Única (inédito) e Super Filme – Júri Popular (Público)

“Rocha” de Alex Brandão Ribeiro (Florianópolis, SC)

Viva o Super 8!